Novo Filme de Terror ALIVE. Gravado com Pocket Cinema Camera 4K e Colorizado no DaVinci Resolve

“ALIVE.” conta a história horripilante de um homem e uma mulher gravemente feridos que acordam em um sanatório abandonado, sem memória de quem são ou do que aconteceu. Realizado pela Cranked Up Films e Good Deed Entertainment, “ALIVE.” é estrelado por Thomas Cocquerel, Camille Stopps e Angus Macfadyen, com direção de Rob Grant, fotografia de Charles Hamilton e colorização de Brendon Rathbone.

A Pocket Cinema Camera 4K foi usada em um grande número de cenas, incluindo uma série de close-ups e ângulos fechados, além de planos de ação. As filmagens também incluíram diversas “ferramentas” usadas no sanatório, como imagens sombrias prenunciando seringas e frascos de remédio manipulados por alguém. Nesses planos de imagem, Hamilton usou a Pocket Cinema Camera 4K com uma crash cam feita à mão e uma lente pancake Panasonic 16mm.

“Por conta do orçamento da nossa produção, não podíamos nos dar ao luxo de adicionar dias de gravação nem reagendar filmagens, pois gastamos muito tempo com planos de inserção ou planos detalhe. A Pocket nos salvou de várias maneiras no que diz respeito ao cumprimento do cronograma e do orçamento, pois o Rob conseguiu recriar vários planos de inserção e refilmagens que eram necessários, mas que não conseguimos concluir no dia da gravação. E não há qualquer diferença de qualidade entre as imagens captadas pela câmera Blackmagic e as outras câmeras que alugamos para as filmagens”, disse Jules Vincent, um dos roteiristas e produtores.

O longa, que foi filmado em Calgary, Canadá, lança os personagens e espectadores em um cenário sangrento, surreal e aterrorizante. As imagens variam entre interiores escuros de uma instalação médica decrépita e o mundo brilhante que as personagens encontram no universo do zelador fora do sanatório.

“O filme inteiro foi um exercício muito divertido para descobrir o quão longe você pode levar a escuridão sem perder o público, ajustando a visibilidade de algumas partes de um hospital abandonado assustador para que o público tenha informações suficientes, mas não a ponto de perder a tensão ou o clima da cena”, explicou Rathbone. “O Resolve é o único software que uso para colorizar e ele me ajudou a obter o visual que estávamos buscando para o ‘ALIVE.’”

“Para qualquer filme independente, mas especialmente em um filme do gênero terror, você precisa de uma suíte de pós-produção multifuncional. O Resolve oferece um enorme conjunto de ferramentas sem abrir mão da estabilidade, então consegui fazer o tratamento de cores do filme de forma rápida e eficiente. Graças ao software, também pude elevar o filme executando tarefas por conta própria e dentro do orçamento, como substituições de céus e aprimoramento do sangue.”


Uma das cenas do filme em que Rathbone contou com DaVinci Resolve foi a cena ambientada em um banheiro bem branco, onde havia uma banheira com água ensanguentada. Rathbone usou os poderosos controles de pedestal, gama, ganho, deslocamento, gradação logarítmica e contraste para fazer ajustes precisos e sutis com o intuito de elevar o suspense na tela, além de criar uma diferença dramática entre os lugares sombrios e sujos e o banheiro branco e limpo com água ensanguentada.

“Uma banheira de água ensanguentada e um clima de tensão no ar representam um momento marcante para os elementos de terror corporal do filme, e é um look único no filme sem se destacar de uma maneira ruim. Em todos os outros lugares, é tudo mais escuro e mais frio, o que eu acho que funciona muito bem para dar essa vibe de hospital sombrio, mas foi também foi legal mostrar aquele banheiro um tanto higiênico, com brancos mais puros”, disse ele.

Rathbone também usou as poderosas ferramentas de redução de ruído temporal e espacial do DaVinci Resolve para ajudar a extrair imagens das cenas mais escuras.

“O Resolve proporcionou uma redução de ruído muito avançada que ficou melhor ainda durante a pós. Durante o trabalho, a Blackmagic lançou duas atualizações, do momento em que começamos o filme até a entrega final, então pudemos tirar vantagem das ferramentas mais novas sem ter que fazer uma reconformação enorme. Isso realmente ajudou em um filme que tem tantas cenas escuras quanto este”, continuou.

“Além do custo-benefício, que na minha opinião é inigualável, ele também é um canivete suíço. Ele ajuda com copiões, cortes, cor, áudio, VFX e masterização. Independentemente de você preferir fazer tudo dentro da mesma ferramenta ou não, ainda é muito útil contar com tantos recursos, mesmo que seja para analisar imagens ou verificar arquivos que estão voltando”, finalizou Rathbone.

“ALIVE.” estreou nos cinemas americanos em setembro de 2020 e está disponível em vários serviços, incluindo Amazon, iTunes, Vudu, DirectTV e Fandango.



FOLLOW ME

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black YouTube Icon

POPULAR POSTS

TAGS

No tags yet.

Oeditor.com ® - Produção de Vídeos e Filmes Publicitários​

2009® Oeditor.com – Todos os direitos reservados e registrados. CNPJ 27.325.217/0001-28

Oeditor.com é uma marca e formato registrado pelo AVCTORIS em mais de 172 países pela Convenção de Berna.